sexta-feira, 13 de março de 2015

Como desenvolver uma rotina diária de estudos.

DICAS MAE BACANA E MARSITA PARANAENSE
Imagem
Voltamos a tratar da rotina escolar. Muitas crianças já estão se habituando a dormir e acordar cedo, cumprir as lições de casa, ler com mais frequência e frequentar as aulas extraescolares.

Para muitas escolas e crianças as avaliações começam a chegar e alguns pais, começam a "enlouquecer". Como fazer para que os conteúdos trabalhados na escola sejam assimilados com qualidade e prazer?

Além de chegar em casa e apreciar um lanchinho gostoso, as crianças querem mesmo é relaxar e assistir tevê. Os eletrônicos acabam sendo os grandes vilões da falta de tempo para os estudos e motivo de estresse entre pais e filhos. Mas não existe mágica. Os conteúdos apresentados na escola somente serão assimilados através de uma rotina escolar organizada e de estímulos que elas recebem em casa.

Segundo especialistas, a formação dos hábitos acontece pela instalação gradual de comportamentos, que serão internalizados durante o processo de sistematização e passarão a fazer parte do cotidiano. As vantagens de nortear as crianças para formar bons hábitos e atitudes serão observadas pelo crescimento intelectual e maior facilidade na aprendizagem.

Mas como podemos colocar em prática essa rotina? Já montamos uma agenda semanal, colocamos as crianças a par das tarefas e horários. Elas sabem o que deve ser feito todos os dias, certo? Nem sempre! É preciso empenho mesmo. Reclamar, chorar e tentar manipular os pais, é normal. 

Precisamos resistir as carinhas de choro e seguir em frente. Mostrar que cada dia de dedicação vale todo o esforço. Por aqui, na hora da reclamação, costumo relembrar as crianças o que conquistaram nos anos anteriores para entenderem que só conquistamos os objetivos fazendo um pouquinho todos os dias. 

Para ajudar você nessa empreitada escolar, compartilhamos as orientações desenvolvidas pela equipe do Núcleo Psicopedagógico do Colégio Marista Paranaense. Procure:
  • Organizar e fixar um quadro de horário, onde sejam registrados, além do estudo, as atividades extras como: natação, inglês, futebol, leitura, recreação, tevê, jogos eletrônicos, brincadeiras, por exemplo. Nós fizemos essa sugestão aqui
  • Estabelecer um local de estudo tranquilo, sem interferências, boa iluminação, uma mesa com cadeira, permitindo que a criança sente-se com uma postura adequada. Nós fizemos as sugestões de espaço de estudos aqui e aqui.
  • Estar atento ao cronograma de avaliações da escola para se preparar antecipadamente. Você pode disponibilizar esse cronograma para que a própria criança aprenda a consultar o calendário. 
  • Estabelecer um horário de estudo, para que sejam realizadas as tarefas e a manutenção diária dos estudos. 
  • Estimular a criança a cumprir os horários de forma firme e serena. 
  • Estimular a criança a organizar os materiais que utilizará e a realizar as atividades com calma e capricho. Elogiar os progressos é fundamental! 
  • Não permitir interrupções durante as atividades, como telefonemas e lanches, pois esse tempo de concentração precisa ser “exercitado” para que, gradualmente, seja ampliado. É importante estar bem alimentado antes de começar.
  • A tarefa de casa deve ser realizada, preferencialmente, no dia em que for enviada, para que a explicação da professora ainda esteja recente na memória, e não aconteça acúmulo das mesmas. 
  • Em caso de dúvida nas tarefas de casa, comunicar a professora via agenda. Escola e família precisam ser parceiros sempre. 
  • A criança deve trabalhar da forma mais independente possível, por isso, não é aconselhável ficar sentado ao seu lado durante a execução das tarefas. 
  • Orientar como a criança deve guardar o material para que fique tudo preparado para o dia seguinte. Aos poucos será capaz de se organizar sozinha. 
  • Determinar um horário (cedo) para dormir, pois assim estará muito mais descansada e desperta para participar das aulas que a espera. 
Nós já estabelecemos algumas regras com as crianças há uns dois anos, já que nossos filhos estão cursando o 4º ano do ensino fundamental, porém acreditamos que é preciso avançar a cada ano, principalmente no que diz respeito a autonomia da criança. Orientar e apoiar, sem fazer por elas.

Então, vamos juntos desenvolver essa rotina? Se você gostou das dicas, compartilhe com outros pais para que todos nós tenhamos sucesso. 

Nossos agradecimentos a equipe do Núcleo Psicopedagógico do Colégio Marista Paranaense por 
desenvolver e disponibilizar esse conteúdo.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário