quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Um pouco de política para os pequenos.

Impossível não perceber que a campanha eleitoral começou. Por mais que você não tenha o hábito de assistir tevê e acompanhar a propaganda eleitoral, basta sair de casa e dar de cara com os cartazes estampando a imagem de diversos candidatos. Não adianta desligar a tevê, mudar de canal, desviar de cartazes e do contato com os candidatos, as eleições estão chegando e agora é o momento de pensarmos nas escolhas que vamos fazer em breve.

Mas o que nossos filhos têm haver com as eleições? Tudo! É através da urna que temos a oportunidade de realizar muitas mudanças. É um momento importante para colocarmos em prática nosso senso crítico e ensinar crianças e jovens a desenvolver o senso crítico deles também. Ao utilizar o senso crítico passamos a pensar, refletir e a desenvolver nossas capacidades intelectuais.

É mais comum ver e ouvir as pessoas falando mal de um candidato do que elogiando sua campanha ou seu trabalho na política. Nós também fazemos isso e sem perceber ensinamos as crianças e jovens a fazerem o mesmo: falar mal.

Ontem um dos canais de tevê aberta apresentou o primeiro debate entre os candidatos à Presidência da República. Nossos filhos queriam entender o que estava acontecendo e qual o interesse dos pais por um programa que parece ser tão chato, assim como a propaganda eleitoral na tevê. Com oito anos não é tão simples entender política, mas é importante aprender que somos responsáveis por nossas escolhas. As crianças percebem nosso envolvimento e, ao longo dos anos, desenvolvem o pensamento crítico, tornando-se um jovem participativo e um adulto envolvido com as questões do país.

Se hoje acreditamos que estamos mal representados na política é porque deixamos de pensar e agir. Talvez tenhamos desacreditado da nossa capacidade de mudança, mas é preciso mudar nosso comportamento. Precisamos acreditar, pensar, refletir, agir e ensinar. Porque entre os nossos filhos estão os próximos governantes. Nossos valores, comportamento e exemplos é que formam grandes cidadãos. Pense nisso!
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Oi Gisa!
    Por enquanto, minha filha ainda não questiona sobre o assunto, mas como você bem citou, é mais comum falarmos de política como algo que não é tão bom assim e, por isso, já me pego pensando como, em breve, ensinar a ela sobre esse cenário. Por outro lado, acredito sim em um país melhor e que pode mudar com nossas escolhas. Espero que as crianças de hoje, vivenciem, futuramente, um país politicamente "melhor resolvido", já problemas sempre existirão.
    Boa reflexão!
    Beijos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa! Também espero que o futuro nos traga mais consciência da nossa responsabilidade política. Não podemos perder a esperança. Nunca! Um beijo

      Excluir