sexta-feira, 23 de maio de 2014

Onde está o nosso otimismo?

OTIMISTO EM FAMÍLIA
Imagem
Num mundo cheio de incertezas, inseguranças, desrespeito e violência, onde está o nosso otimismo para acreditar num mundo melhor?
 
Ser otimista significa ser uma pessoa confiante, esperançosa e positiva. Uma pessoa que acredita que tudo vai dar certo, que nada é impossível antes de tentar e que mesmo nas dificuldades consegue ver o lado favorável da situação. Ser otimista é ter atitudes seguras mesmo quando os problemas humanos e sociais parecem não ter solução. 
 
Segundo um artigo publicado no site Educar para Crescer , as competências não-cognitivas, ou seja, as competências sócio emocionais, são fundamentais para o sucesso individual de cada um de nós: adultos e crianças. Não basta ser fera em português e matemática, por exemplo, se o indivíduo não for determinado, não souber se relacionar e não tiver controle das suas emoções. É preciso desenvolver a autonomia, a estabilidade emocional, a sociabilidade, a curiosidade, a perseverança e a capacidade de superar fracassos. Mas como podemos passar ensinamentos de otimismo para os pequenos, se parecemos estar tão desacreditados do mundo?

Ao assistir ao vídeo a seguir, pensei em como podemos estar conduzindo nossos filhos para um pensamento contrário ao que realmente desejamos. Queremos e acreditamos estar fazendo o melhor para eles, mas por ter uma visão um tanto turva do futuro, podemos estar boicotando o desenvolvimento de competências não-cognitivas. Afinal, como vamos desenvolver a perseverança e a capacidade de superar fracassos e frustações se não praticamos o otimismo?
 
Perguntaram para alguns pais como eles imaginam o futuro do mundo. Depois perguntaram aos filhos eles querem ser no futuro. Assista ao vídeo e tire as sua próprias conclusões.
 
video
Fonte: awebic.com
 
"Este é um projeto independente com o objetivo de abrir os olhos para o simples fato que para começar uma mudança, é preciso primeiro acreditar que ela é possível. O mundo é de todos nós e precisa do nosso otimismo para que o ímpeto de mudar se transforme em uma mudança real, e acreditamos que isso só é possível começando por uma transformação interna. Mudando nosso jeito de pensar, mudamos nosso jeito de agir e agindo mudamos o mundo. Ainda dá tempo."
 
Mesmo que você, assim como eu, esteja pessimista em relação ao rumo do nosso país, aos governantes, a humanidade... Procure resgatar o seu otimismo e busque formas de agir a favor dos bons pensamentos e ações. Não precisamos colocar as crianças numa redoma de vidro e apresentar um mundo de conto de fadas, mas podemos mostrar além do mundo verdadeiro que as nossas próprias atitudes podem fazer a diferença. 
 
Eu me fiz a mesma pergunta e farei o mesmo com a minha família. Certamente terei respostas não muito diferentes do que assistimos no vídeo. Para mudar é preciso continuar acreditando! 

Qual seria a sua resposta? Faça o teste e compartilhe. 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário