quarta-feira, 2 de abril de 2014

Como desenvolver o hábito de estudar?

Quando as crianças iniciam o ano letivo, tudo é uma novidade. Uma nova turma, uma nova sala de aula, uma nova professora e a possibilidade de rever e fazer amigos. Porém, passados os primeiros meses, as mudanças começam a ficar mais claras e, dependendo do ano que a criança está cursando, reclamações e dificuldades podem surgir. O que podemos fazer para minimizar os impactos dessas mudanças e ajudar a criança a enfrentar os trimestres com alegria e disposição?
 
DICAS MAE BACANA

Frequentar a escola é, sem dúvida, uma experiência enriquecedora. Algumas crianças sentem um pouquinho no começo, mas na grande maioria é uma curtição ir para a escola. Porém, as mudanças da educação infantil para o ensino fundamental costumam vir acompanhadas de muito conteúdo e muitas cobranças. Nessa fase surgem as avaliações e a necessidade de estudar de verdade. Nesse momento percebemos que a tendência é que as exigências aumentem, por isso é tão importante desenvolver o hábito de estudar diariamente. 

A melhor maneira de ajudarmos nesse desenvolvimento é relacionar os estudos a coisas boas. Estudar é a melhor forma de adquirir conhecimento, conhecer pessoas e se divertir. Mesmo sabendo disso, acabamos cobrando, com ameaças e punições, ao invés de persistir na forma positiva. É fácil, e comum, isso acontecer porque vivemos correndo contra o tempo. Ensinar a estudar é somente uma das diversas tarefas e responsabilidade que temos com nossos filhos e, as vezes, que dá uma vontade de sair correndo com tantas atribuições e cobranças, não é mesmo?

Como sabemos que é possível e importante dedicar tempo na construção do hábito de estudo diário, buscamos algumas formas para auxiliar nessa empreitada e montamos um roteirinho que estamos seguindo diariamente por aqui. 
  • Converse com a criança (uma ou várias vezes) para que ela entenda a importância dos estudos, mesmo que no começo tenha uma certa resistência.
  • Crie uma agenda semanal para visualizar seus compromissos. Permita que ela dê sugestões na criação da agenda semanal, mas use o bom senso para determinar o tempo de estudo e o tempo para as demais atividades de lazer e esportivas. 
  • Ajude lembrando os horários e dando condições para que tudo corra bem. Na hora do estudo nada de barulho, som ou TV ligados. É preciso empenho de toda a família. 
  •  Determine o tempo. Se for 1 hora por dia, monte um plano de estudo com diferentes atividades para um mesmo assunto e dê ferramentas para que o estudo seja prazeroso. Por exemplo: Se vai estudar matemática: exercícios num caderno diferente, situações problema, jogos... Se vai estudar Língua Portuguesa: a leitura de um capítulo do livro preferido, um exercício de caça palavras ou palavras-cruzadas, a interpretação ou reescrita de um pequeno texto... Mesclar algumas atividades pode tornar esse momento mais fácil e mais leve. Com o passar dos dias acrescente outros itens que achar importante. Assim vai conquistando a criança pouco a pouco e quando ela perceber cumpriu a tarefa.
  • Organização é tudo. Percebo que a organização não é somente para a criança, mas para nós, pais. Se durante o processo de criação de hábito de estudo paramos para dar atenção a outras coisas como trabalho, casa, celular, TV... Também estamos sendo desorganizados. Se perceber que uma hora é muito difícil, comece com 30 minutos e faça um acordo para que esse tempo aumente com o passar do tempo.
  • Paciência e persistência são os grandes aliados nesse processo. Respirar fundo e seguir em frente é necessário. Por isso, se alguma coisa não sair conforme o planejado, mude a atividade, proponha outra alternativa, mas persista. Mesmo que a criança chore e reclame, mantenha a sua atitude positiva em relação aos estudos buscando bons exemplos. Fuja das comparações entre irmãos, amigos e parentes. Cada filho comas suas qualidades.
  • Elogie o cumprimento da meta de estudo, sem a necessidade de premiar com presentes, dinheiro ou comida. Valorize o comportamento positivo e os benefícios que ela terá com a sua dedicação. Mostre os resultados assim que eles surgirem.
  • Busque ajuda profissional quando necessário. Mesmo com toda a nossa dedicação, algumas crianças precisam de ajuda. O parecer da escola e uma avaliação psicopedagógico pode ajudar a identificar as dificuldades e encontrar caminhos. Nós estamos buscando e percebemos que vale a pena.  
 
Se você, assim como nós, sempre achou que fazer as lições diárias era desafiador, saiba que criar o tempo de estudo diário é o grande desafio. Pergunte a um adolescente com bom desempenho escolar e que goste de estudar como ele consegue bons resultados que ele certamente vai dizer que criou o hábito quando pequeno. 
 
Agora, se você não sabe nem por onde começar, dê uma lida neste artigo da Educar para Crescer e comece agora. Estamos aqui na torcida para que você plante e colha ótimos frutos. Porque é isso que estamos plantando aqui também. Não é fácil, mas vais dar certo.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Nossa Gisa adorei as dicas são maravilhosas.

    Tri-beijos Desirée
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Desirée! Hoje ainda estava conversando com uma mãe com o mesmo dilema. Ela tem filhas adolescentes e um menino da idade dos meus e confirma que o sucesso das meninas na escola hoje se deve ao fato de ter conseguido desenvolver nelas o hábito de estudar diariamente. É muito bom constatar que o caminho vale a pena. Beijos

      Excluir