segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Fim de ano e o orçamento familiar

DICAS MAE BACANA
Imagem
Estamos no fim do ano e já conseguimos ter uma boa ideia de como foi, ou está, a situação financeira da família. Independente da classe econômica que você se encaixa, as variações da economia têm afetado em cheio a vida das famílias. Temos a nossa disposição inúmeros produtos e serviços que não fazíamos uso há alguns anos, porém temos que nos desdobrar trabalhando para poder bancar tudo isso.
 
Para ajudar nessa empreitada, ter um planejamento ajuda muito na hora de manter as finanças em dia. Ao contrário do que muita gente pensa, nem sempre um planejamento exige mudanças radicais na rotina, mas pode ajudar demais na organização dos gastos e a manter a família longe do sufoco. 
 
Se você já fazia isso e ainda assim está no vermelho, pode dar a volta por cima. Se nunca cuidou dos gastos, pode começar agora. O importante é controlar. Assim criamos o hábito e ensinamos as crianças a fazer o mesmo. Um dos pontos positivos do planejamento é que aprendemos a eleger prioridades e usar nosso bom senso na hora de consumir e aplicar nosso dinheiro. Aqui vão algumas dicas:
  1. Identifique os gastos mensais e coloque tudo numa planilha.
  2. Separe as despesas fixas (IPTU, internet, escola...) das despesas variáveis (presentes, supermercado, combustível...).
  3. Não esqueça de colocar a receita familiar.
  4. Defina prioridades e reveja os gastos.
  5. Faça previsões futuras das despesas.
  6. Acompanhe os gastos semanalmente.
  7. Se necessário, pense nas substituições.
  8. Reavalie o uso do cartão de crédito e cheque.
  9. Dê preferência para o uso de cartão de débito e dinheiro.
  10. Defina um valor para gastar semanalmente e procure manter o limite.
Depois  de montar a planilha é hora de pensar em conversar com a família, inclusive as crianças, para que todos fiquem cientes do planejamento, das decisões que serão tomadas e como podem fazer para contribuir. Quando envolvemos a família podemos muito mais. Pense nisso!
 
No próximo post vamos mostrar com alguns exemplos como podemos reduzir gastos mudando hábitos da família.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário