quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Compro de quem faz. Já pensou nisso?

movimento sustentavel para um mundo melhorAo consumir um produto você para e pensa que está interferindo diretamente na vida do planeta e na vida das pessoas? Quando consumimos determinado produto estamos dizendo que aceitamos toda a política de produção e comercialização de uma empresa. 

Os produtos produzidos em larga escala, na maioria por grandes empresas, exigem políticas de produção e comercialização por vezes agressivas. Para levar o produto até o consumidor e transformar-se numa grande marca ou numa marca conhecida, muitas vezes não respeitam regras básicas de sustentabilidade. É preciso abrir os olhos para essa forma de produzir, de consumir e de pensar. É preciso pensar de forma sustentável!
  
E o que é ser sustentável? Segundo John Elkington, autor do livro Sustentabilidade - Canibais de Garfo e  Faca, para ser  considerado sustentável um projeto precisa ser ecologicamente correto, viável economicamente e justo socialmente. É preciso pensar no todo: na matéria prima, na produção, nas pessoas envolvidas, na comercialização.

Temos visto cada vez mais empresas preocupadas e comprometidas com o meio ambiente, com as questões sociais e com o futuro das gerações. Mas também empresas que terceirizam sua produção e não se preocupam comas questões sociais, permitindo que seu produto de alto valor passe pelas mãos do trabalho escravo, por exemplo. Empresas sem projetos sustentáveis não sobreviverão, não por muito tempo.
 
A conscientização pelo sustentável faz nascer novas formas de pensar o consumo e é isso que o movimento Compro de quem faz quer mostrar. Um movimento a favor de artesãos e artistas criativos e independentes.  Um movimento para incentivar o sustentável e o local, por meio de apoio às pessoas que amam o que fazem.     


movimento sustentável para um mundo melhor
Quando tomamos partido a favor de uma ideia fica mais fácil transformar o mundo. E para tomar partido não precisamos necessariamente sair pelas ruas levantando uma bandeira, basta mudarmos de atitude no dia a dia. Pensar no momento da compra e fazer escolhas já é uma grande mudança.
 
Quando vamos comprar um alimento, uma roupa, um presente, um brinquedo, por exemplo, podemos decidir por uma peça artesanal ao invés de um produto industrializado. Quando fazemos isso estamos ajudando a movimentar a economia a favor da sustentabilidade. Produtos feitos de forma artesanal ou por pequenas empresas que valorizam a mão de obra, as leis trabalhistas e a matéria prima nacional fazem a diferença na vida das pessoas.

Não vamos deixar de consumir e não precisamos consumir mais do que o necessário, mas podemos e devemos, consumir de forma consciente. Afinal, estamos formando cidadãos para o mundo. O que estamos ensinando aos nossos filhos?
 
E você, compra de quem faz? Já pensou nisso?  
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário