sexta-feira, 12 de julho de 2013

Empreendedorismo Materno. Vamos nessa?

O fim da licença maternidade é um momento difícil para qualquer mulher. Para quem trabalha fora é chegada a hora de deixar o filho aos cuidados de alguém ou escola e voltar a rotina profissional. Algumas mulheres conseguem lidar bem com essa nova situação, organizando seu retorno e lidando com as consequências. Porém a grande maioria sofre com a falta de flexibilidade de horários e longos períodos longe dos filhos.

Dependendo da profissão que a mulher exerça é realmente mais fácil voltar a trabalhar, o que é ótimo. Porém existem inúmeros casos que mudar de profissão, diminuir o ritmo de trabalho ou abrir um negócio é a saída para esse grande dilema. É aí que nasce a mãe empreendedora.

A sociedade cobra da mulher grandes jornadas de trabalho. Não basta ser boa mãe, é preciso ser boa profissional. A mãe que resolver empreender busca na realidade conciliar essas duas faces, dedicando tempo aos filhos e realizando seu sonho profissional.


Imagem
Como toda mudança, existem os prós e os contras. É preciso muita dedicação, principalmente no início, se a renda da mãe for imprescindível no orçamento familiar. Listar os gastos mensais da família e eliminar/reduzir aquilo que for possível é um ótimo caminho.
 
A escolha do negócio pode ser natural e fruto de um hobby, por exemplo, mas em alguns casos é preciso descobrir o que fazer. Nesse caso é aconselhado realizar um coaching (suporte para mudança) para ajudar a encontrar uma atividade rentável e realizadora.
 
Montar um plano de negócios, mesmo que simples, e mantê-lo atualizado é essencial para atingir os objetivos. Afinal é um trabalho como outro qualquer com prazos, clientes, fornecedores, metas...
 
É preciso ter autocontrole para conciliar o home office e a atenção aos filhos. O trabalho em casa exige organização, concentração e disciplina. Você vai precisar:  
  • Montar uma agenda com suas tarefas ajuda a focar naquilo que realmente é importante.
  • Definir um período do dia que você possa se dedicar totalmente ao negócio.
  • Fazer uso da flexibilidade a seu favor. Trabalhar mais num dia e menos em outro é o grande trunfo do trabalho em casa, mas é preciso se policiar para que tudo corra conforme planejado.
Procure orientação para essa mudança em grupos maternos como  Maternarum e Empreendedorismo Materno  e no Sebrae da sua cidade. Através dos grupos você pode ter uma noção de como algumas mães vem trabalhando e com a ajuda do Sebrae pode participar de palestras, realizar cursos, registrar sua empresa e desenvolver um plano de negócio. Conheça também o Portal do Empreendedor.

E para inspirar... Assista ao vídeo produzido pela Maternarum. 


 
Tenha os pés no chão, mas não deixe de buscar aquilo que verdadeiramente acredita. As respostas para todas as nossas dúvidas de uma mudança profissional não estão escritas nenhum lugar, estão dentro de nós mesmas, o que precisamos é buscar caminhos. Posso dizer que não é nada fácil, mas vale a pena.

Vamos nessa?
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário