segunda-feira, 17 de junho de 2013

Orlando - Organizando a viagem: malas, bagagem de mão e o voo.

Toda viagem pede o mínimo de planejamento, ainda mais com crianças. Orlando é, sem dúvida um dos destinos mais desejados para quem tem filhos, não só pelas atrações, mas pela facilidade de comunicação, locomoção e compras.

Definindo o pacote de viagens e a quantidade de dias que vai ficar na cidade monte um roteiro com os lugares que deseja visitar: parques, outlets, shopping, restaurantes, cidades vizinhas... Além de consultar seu agente, vale fuçar um bom guia e sites de viagem bacanas. Para quem ainda não conhece o destino é imprescindível, para quem já conhece é uma forma de atualizar as informações.

   
Arrumando as malas:
Definido a quantidade dias, consulte a temperatura média e selecione as roupas de cada um. O look de Orlando é jeans, camiseta, tênis e casaco. Se for no verão deles, protetor e boné. Uma muda de roupa por dia é mais que suficiente e você pode combinar as peças que podem ser repetidas entre si, como o jeans e os casacos, por exemplo. Levando em consideração as compras, a quantidade de roupas pode ser ainda mais reduzida. Você compra e já sai usando. Simples assim!


Como fazer as malas
Bagagem de mão:
Não esqueça de uma casaco para cada um, uma muda de roupa no caso de atraso da sua bagagem, um kit comida kids e uma necessaire com os remedinhos básicos. Analgésico, antitérmico e anti-histamínico podem fazer a diferença entre uma viagem calma e sofrível. Atenção para os itens permitidos

Os voos:
Quanto a viagem de avião com as crianças, dependendo da idade e da companhia aérea, os aviões tem as TVs e joguinhos que ajudam muito no entretenimento. Mesmo assim, vale levar um livrinho, tablet, papel e lápis. Se ninguém dormir, e se você fizer escalas, isso ajuda muito. É preciso ter o que fazer durante o tempo de permanência nos aeroportos. Viajar é ótimo, mas passar longas horas em aeroportos é, sem dúvida, muito cansativo.


Imagem
Crianças estranham muito a comida do avião. Se esse é o seu caso, vale levar algum lanche para quebrar o galho. Caixinhas de suco, um biscoito ou até um sanduíche leve. Cada um conhece seus filhos.

Outra questão são as dores de ouvido. Algumas crianças reclamam muito dos efeitos da altitude, principalmente quando a aeronave se prepara para o pouso. As mudança brusca de altitude causam dores terríveis. Sugar é a solução. Por isso deixe à mão uma caixinha de suco com canudo. Um dois meus filhos sente muitas dores e afirma que é a única coisa que resolve.
 
Correria de viagem:
Para quem precisa fazer escalas, programe os voos com tempo suficiente para possíveis atrasos. Com crianças é preciso tempo. Durante a estada na cidade programe seu roteiro com dias livres para passear. Intercale os dias de parques com compras ou outras programações. Dias seguidos de compra ou de parques cansam muito o corpo e a mente. É bom poder assimilar o que foi vivido.

Respeite os limites de cada um. Um filho anda mais e outro anda menos. Uns são mais ágeis outros mais lentos. Se pretende chegar nos parques às 9h da manha, acorde as crianças cedo e deixe que durmam a tarde, no carro por exemplo. Melhor acordar mais cedo do que sair sempre correndo pra tudo. Por falar em dormir... O carro acaba virando uma extensão do hotel. Carros confortáveis e espaçosos permitem que você leve casacos, uma roupa extra, um lanche. Assim não precisa ficar indo e voltando para o hotel e as crianças dormem no carro mesmo.
 
Quer dicas bacanas de viagens com filhos? Então acesse o Blog Eu viajo com meus filhos. Criado para compartilhar ideias, trocar experiências, dar dicas, sugestões, publicar fotos... Lá você terá a prova que viajar com crianças, além de divertido pode ser muito prazeroso.
 

No próximo post, veja como pode se organizar nos parques para aproveitar bem cada dia.
 
 
 
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Gisa, muito legais as suas dicas! Quando fui em dezembro com meu filho, com então 2 anos completos, foi muito tranquilo porque planejei beeem a viagem. Apesar do frio que pegamos em Orlando, ele curtiu muito. E levar a farmacinha fez toda a diferença, pois com a mudança climática, todos nós tivemos uma faringite, mas, ficamos todos bem. O bom de se ir pros EUA com crianças e em especial Orlando, é que a infra para as crianças é muti boa! A gente quase não tem com que se preocupar mesmo.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Myriam! Que bom que aprovou, afinal já foi e pode confirmar o que vale a pena. Obrigada pela contribuição. Beijos.

      Excluir
  2. Oi Gisa!
    Ainda não conhecemos, mas há planos para tal...por enquanto, estou só juntando as dicas que leio, contribuem muito para quem vai pela primeira vez!
    Obrigada pelas dicas, estarei acompanhando!
    Beijos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Larissa! É realmente muito bom e divertido. Beijos

    ResponderExcluir