quarta-feira, 1 de maio de 2013

Maternidade - Que felicidade é essa? - Por Gisa Hangai

A maternidade exige muita responsabilidade. Não é como entrar em um novo emprego, projeto, relacionamento, sociedade e sair quando não se está feliz. Filhos são para a vida toda.  Mas que felicidade é essa em torno da maternidade?

Não é de hoje que criar filhos dá trabalho. Desde o tempo das nossas avós a criação de filhos exigia dedicação e paciência, a grande diferença é que hoje "queremos tudo, queremos muito, queremos mais". Hoje se dá muito mais importância aos "contras" de ter filhos do que aos "prós". A sociedade é mais competitiva, você precisa das melhores escolas, para ter os melhores empregos, para ser mais competitivo. Você tem mais conhecimento, nem sempre mais dinheiro, mas quer aproveitar as oportunidades que o mundo oferece: entretenimento, viagens e bens materiais. 
 
Quando tudo parece estar perfeitamente encaixado, chegam os filhos. Eles entram na vida do casal, ocupam um espaço e  provocam alguns "desencaixes". Você passa a ter que dividir o seu tempo, a sua energia, o seu parceiro, o seu dinheiro e perde aquela liberdade que tinha para fazer o que bem entendia. 
 
Mateus, Gisa, Lucas e Tadao
 
Sempre soube que seria mãe. Por mais que tenha me preparado para essa etapa da vida também passei por momentos de cansaço, estresse e tristeza, mas isso nunca abalou a certeza de ter feito a escolha certa. Talvez porque não busquei na maternidade uma forma de ser feliz, porque eu já era feliz, apenas quis ser mãe, quis viver outras etapas. O que passei a ter e viver deram um novo sentido a minha vida.  Com a maternidade aprendi a valorizar o tempo, a fazer escolhas e a lidar com os resultados. Aprendo sempre!

Quando acreditamos que a felicidade é ter e fazer tudo, a vida vira mesmo de pernas pro ar. Saúde, relacionamento, carreira e dinheiro são afetados, trazendo frustração e tristeza. Para que a vida com filhos seja bacana é preciso fazer e refazer acordos. Acordos consigo mesma, com seu parceiro, com a sua carreira e com seu rico dinheirinho. Quando elegemos prioridades conseguimos conciliar a maternidade com a vida moderna. 

Tudo na vida tem seus prós e contras. O mais importante é fazer escolhas. Uma vida com filhos tem uma felicidade diferente, mas certamente exige dedicação física, mental e financeira. E quando a frustração ou o sofrimento batem a porta o bom mesmo é compartilhar. Compartilhar com a família, com os amigos ou com um grupo que tenha as mesmas dificuldades. Hoje, falar dos percalços em torno da maternidade já não é mais tabu. Basta olhar para o lado e constatar que é um sentimento comum, mas precisa de atenção. O importante é olhar as dificuldades como oportunidades de melhorar. 

Não exige receita pronta para criar filhos, nem receita de felicidade. Existe um universo de possibilidades para criarmos a nossa receita. Cada um precisa encontrar as suas possibilidades. Encontrar momentos que enchem a vida de alegria. Essa é a felicidade! 
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Oi Gisa!
    Adorei o seu texto! Realmente tudo na vida é feito de escolhas e, quando os filhos chegam, tudo muda, eles fazem parte de nossas prioridades! Investimos para dar o melhor pra eles, mas nem sempre é possível vivermos como em um comercial de margarina (como vc citou em um de seus posts), mas sempre nos esforçamos para manter o equilíbrio e ir de encontro à felicidade!

    Beijos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa! Ninguém é de ferro, nem as mães, nem os casais modernos. É muito bom aproveitar a vida, comprar as "coisinhas" que gostamos, viajar pelo mundo. Dá pra fazer uma coisa aqui, outra ali sem enlouquecer, mas é preciso muita parceria. Beijo.

      Excluir
  2. Gisa


    Como sempre seus textos são maravilhosos, realmente tudo na vida são escolhas e depois que os filhos chegam tem que ser revisto as prioridades.

    Tri-beijos Desirée
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E priorizar é o que você sabe fazer bem, não é mesmo? Obrigada pelo elogio. Amanhã teremos mais um texto maravilho, mas será o seu. Beijos

      Excluir
  3. Gisa,
    "Para que a vida com filhos seja bacana é preciso fazer e refazer acordos." Muito verdadeiro! A melhor parte é que os acordos que fazemos como mães são do tipo "ganha-ganha": todo mundo cresce! :)
    Um beijo,
    Marusia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu faço tantos acordos que daqui a pouco tô fechando contratos e colhendo assinaturas. É isso aí! Todos ganham e todos crescem. Boa!

      Excluir
  4. Que texto Gisa!
    Vc disse tudo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Trícia. Nossas palavras são fruto do que vivemos. Beijos

      Excluir