terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Empreendedorismo Infantil - É o "Mãe bacana" no "Minha Mãe que Disse"

Empreender significa agir, inovar, dedicar e transformar ideias em realidades. Envolve correr riscos e cometer erros. Todos nós temos potencial para empreender e realizar. Algumas pessoas fazem isso com mais facilidade que outras, mas todos nós somos capazes. Aqui mesmo nessa rede encontramos várias mães empreendedoras que agiram, inovaram, dedicaram e transformaram ideias em realidade. Mas como potencializar esses diferenciais nos nossos filhos?

O espírito empreendedor se forma muito cedo. Segundo educadores, é entre seis e dez anos que a criança entra na idade do fazer, do produzir, do projetar. Sendo assim, podemos contribuir para auxiliar nossos filhos no desenvolvimento do seu espírito empreendedor pensando e agindo para isso.

· Criando um ambiente favorável à criatividade e à manifestação de ideias. O ambiente que vivemos, os lugares que frequentamos e os objetos que nos envolvem estimulam a criação, a expressão e o pensamento. Brincadeiras que incentivem a criatividade, o planejamento, a organização e a ação podem ser ótimas alternativas. Brincar de proprietário de loja, supermercado e restaurante é estimulador e muito divertido.
· Dando o exemplo e repassando valores. Nossos filhos observam nossos passos em direção ao futuro. Podemos conversar sobre o nosso planejamento com a criança. Com seis anos já é possível entender que os pais estão poupando para a compra de uma casa ou dedicando tempo para a conquista um diploma.
· Ensinando a ter fé e acreditando em si mesmo. É comprovado que crença, pensamento positivo e autoestima levam as pessoas para frente. Tudo fica mais fácil quando se acredita.
· Valorizando a iniciativa sempre. Atitudes como fazer a lição sozinha ou guardar seus brinquedos devem ser valorizadas. A criança cresce entendendo que pessoas com iniciativa são reconhecidas.
· Orientando para a coletividade. Cada vez mais estamos aprendendo que poder, renda e conhecimento não são tudo na vida se não compartilharmos com os outros. Reunir amigos para compartilhar o que temos é uma boa oportunidade.
· Incentivando o planejamento. Pessoas que tem o hábito de planejar visualizam seu sonho e realizam com mais facilidade. Podemos ensinar planejando a viagem de férias, a compra de um brinquedo, a conquista de uma medalha ou a melhoria de um desempenho escolar.

Fernando Dolabela - autor de Pedagogia Empreendedora - acredita que é na família que a criança encontra o ambiente mais hostil ao empreendedorismo e que a escola reforça isso, porque é cultural. Diz que a cultura não prepara a criança para empreender, prepara para o emprego, para a estabilidade e não para correr riscos. Segundo ele, por mais que a criança viva num mundo da fantasia é possível fazer com que ela diferencie ilusão de sonho perguntando sempre: Qual seu sonho? Como vai fazer para realizá-lo? Acredita que a criança vai aprendendo a encontrar estratégias para fazer do seu sonho uma realidade e que esse é o grande aprendizado empreendedor.

E vocês, acreditam que é possível desenvolver essas habilidades nos nossos pequeninos? 
 
É o "Mãe bacana" no "Minha Mãe que Disse"


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário