sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Ai! Fui queimado por uma água-viva!

Só quem já foi surpeendido por uma água-viva sabe o tamanho da sua dor. Estão todos se divertindo na praia e num instante esse "serzinho" vem para estragar a brincadeira. Crianças e adultos perdem totalmente a vontade e o prazer de entrar mar. Mas como amenizar os efeitos dessa experiência desagradável e fazer com que os pequenos voltem a aproveitar o verão? Atendendo a criança o mais rápido possível e da forma correta.

Dolorosas, as lesões acontecem porque o líquido urticante do animal entra na pele e parece provocar uma queimadura, mas na realidade é um envenenamento da pele que causa ardência. Segundo o site da Sociedade Brasileira de Dermatologia, devemos lavar o local com água do mar gelada ou vinagre. O site tem ainda um folder explicativo sobre os alertas de acidentes com águas-vivas e você pode fazer o dowload aqui.
Em praias e resortes com atendimento de salva vidas fica mais fácil resolver o problema, mas se você estiver numa praia sem ajuda, procure levar um recipiente com um pouquinho de vinagre na frasqueira. Farmácias não dão atendimento de emergência e a única coisa que vão fazer é tentar vender algum produto caríssimo para aliviar a dor, nada que o vinagre não resolva. Em casos mais graves o melhor é aliviar a ardência e procurar ajuda médica.

O melhor de tudo é fazer que esse estresse passe logo e que a criança não fique traumatizada a ponto de não querer mais se divertir no verão. A forma como encaramos as dificuldades ajudam os pequenos a não valorizar o problema.

E bom verão!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário