sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Mamãe tô namorando!

Quem ainda não ouviu a frase "Mamãe tô namorando" ou algo parecido? Acreditamos que nossos pequenos filhos estão na escola para aprender e se divertir, mas é nesse ambiente que surgem as primeiras paixões. Segundo psicólogos é normal que a criança tenha curiosidade pelo assunto, afinal faz parte da vida. A paixão, o beijo e o abraço são aprendizados que fazem parte do relacionamento e acabam entrando na brincadeira.


www.hercampus.com
Conversar de forma natural sobre o que significa namorar é o melhor caminho para abrir espaço para os demais assuntos que certamente estão por vir. Quando a criança diz que está namorando, que beijou ou que foi beijada, o melhor é procurar saber como ela vê o assunto, como aconteceu, onde aconteceu e com quem aconteceu. Normalmente as demostrações de carinho entre os amigos acontecem naturalmente e devem ser compreendidas.

Mas como podemos explicar? De forma simples e direta. Gostar de alguém é bom, mas namorar e beijar deve ficar para mais tarde. Explicando a criança sente que é compreendida, entende que existem fases na vida e que elas precisam ser respeitadas. Proibir ou fugir do assunto não ajuda a criança a entender o que esses sentimentos significam, pelo contrário, vai deixá-la mais interessada em descobrir sozinha.

Beijo na boca e beijo de língua são os assuntos que causam mais curiosidade entre os quatro e oito anos de idade. Se observarmos, essa curiosidade começa quando a criança passa a ter acesso à conteúdos que não são próprios da idade, como novelas e filmes. Talvez por isso algumas crianças levem o tema mais cedo para dentro do ambiente escolar que outras.

Agora se a paixão e curiosidade de algum amiguinho ou amiguinha causar desconforto é legal conversar com a professora que os acompanha. Talvez esse comportamento prejudique o desempenho escolar ou o relacionamento com outros amigos. É importante ajudar a criança a lidar com o comportamento do outro. Saber dizer para o outro que ela não gosta de determinada atitude é uma forma de aprender a se defender e a conquistar seu espaço, sem se fechar e se sentir acuada.

Meus dois filhos se apaixonaram aos três anos de idade, assim que entraram na escola. Os olhos realmente brilhavam quando encontravam com as meninas preferidas. Mais tarde, presenciaram uma cena de beijinho na escola e chegaram em casa contando. Mais tarde nos perguntaram como é um beijo de filme. Hoje, aos seis anos, dizem que não tem namorada e que namorar é coisa de adulto. Acho que as explicações funcionaram!

E você já entrou nesse assunto?
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário