segunda-feira, 9 de abril de 2012

Tolerância, como é difícil e necessário

Ontem, escrevendo sobre o significado da Páscoa e "passeando" pela blogosfera, percebi que temas como esse podem gerar muita polêmica. Isso me fez pensar como temos a tendência a ser intolerantes. Acreditamos que o que escolhemos para nós é o melhor. E o outro, não tem o direito de escolher?

Fui batizada, fiz comunhão, casei, batizei meus filhos e, junto com meu marido que já era católico, escolhemos continuar a seguir os ensinamentos da religião. Comemoramos datas religiosas, frequentamos missas aos domingos, lemos histórias da bíblia para as crianças e escolhemos uma escola religiosa para a formação dos nossos filhos.


Imagem

No meu círculo de amizades, por exemplo, encontro escolhas diferentes da minha. O que faço, troco de amigos? Mas na minha família, alguém escolheu outra religião, outra prática. O que faço, saio pregando a minha?

Ser tolerante com a escolha do outro é difícil, mas é necessário. Quando escolho seguir uma crença ou uma religião, devo ter minha escolha respeitada, mas preciso e devo respeitar o outro. É comum encontrar debates fervorosos de quem crê incomodado com quem não crê, mas não é raro encontrar o contrário. Pessoas que não acreditam em Deus, não seguem nenhuma religião, irritados com quem acredita ou segue.

Temos tantas opções de escolha para tantas coisas e não é diferente com a religião, com a crença. Desejo que meus filhos tenham fé acima de tudo, mas quero que eles saibam respeitar a escolha do outro. Por mais que estejam cercados de amigos com as mesmas convicções, dentro de uma escola religiosa, quero que saibam que existem outras opções e que tudo virá no seu tempo.

Hoje pode ser a religião, amanhã a opção sexual, o estilo de vida, enfim, como aceitar o outro sem ser tolerante? É difícil sim, mas é necessário e ensinar cabe aos pais. Ninguém nasce sabendo.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Concordo com você Gisa! Principalmente quando se trata de religião, é muito difícil encontrar alguém que aceite a escolha do outro, quando esta é diferente da sua... Boa reflexão!!
    PS: To adorando ler tuas palavras amiga, parece que estou ouvindo você aqui pertinho de mim!! ;-)

    ResponderExcluir