quarta-feira, 25 de abril de 2012

O valor das amizades

No dicionário, amizade significa relação afetiva entre duas pessoas. Essa relação envolve amor, lealdade, simpatia e empatia. Uma vontade de querer estar na companhia do outro, mesmo que seus gostos sejam diferentes.



Construir uma amizade é algo de muito valor. Quando estamos felizes queremos compartilhar  a nossa felicidade com as pessoas que gostamos. Quando estamos tristes buscamos nessas pessoas o apoio, o carinho e atenção pra nos ajudar a superar a tristeza.



Uma das melhores companhias é a de um amigo. Aquele que nos olha e sabe exatamente o que estamos pensando ou sentido. Aquele que nos liga bem naquele momento que estamos pensando nele. Aquele que ri das mesmas coisas que gente, mas que chora com gente e pela a gente.




Tem os amigos que tem interesses comuns e demonstram cooperação. Querem participar das mesmas coisas, seja um esporte, um hobbie, apreciar uma comida, assistir ao mesmos filmes ou ouvir as mesmas músicas.




Existem também aqueles amigos tão diferentes que parecem não ter nada a ver com a gente. Tem profissões diferentes, estilos de vida diferentes, gostos diferentes, mas no íntimo, pensam como a gente e entendem a gente.






Por acreditar que amizade tem um papel super importante na minha vida, tenho ensinado meus filhos a construir amizades. Lógico que eles ainda são muito pequenos e tem muito tempo pra fazer isso, mas já percebo a enorme importância que essas relações tem hoje no dia a dia de cada um deles.




Se estão felizes querem compartilhar isso com as crianças que convivem. É legal ver a empolgação deles quando contam que dividiram alguma alegria com o melhor amigo da escola. Ou quando contam que apoiaram algum amigo que estava triste.




Acredito que mostrar para a criança que essas relações são importantes e que ela vai poder contar com isso no decorrer da sua vida, dá uma segurança de não se sentir sozinho. Permiti também que ela deixe de enxergar a família como os únicos laços de relacionamentos. 





Para facilitar esse laços, que normalmente começam na escola ou com filhos dos nossos amigos, temos o hábito de convidar os pequenos para vir a nossa casa. Incentivamos os nossos a organizarem como vai ser o encontro. Quais serão as brincadeiras e o que vão comer, por exemplo. Isso é bom para eles e para os nós pois acabamos conhecendo outros pais e fazendo novos amigos.






Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Eu sou fã dessa menina...essa Gisa é preciosa!Este texto sobre as amizades é muito muito especial.Me emocionei!!Um grande beijo da Renata para esses amiguinhos sempre amorosos (fruto do que recebem, claro), e que ,mesmo distantes, moram muito pertinho, no nosso coração!

    ResponderExcluir